Blog Contábil

Arquivos do blog

Mercado precisa de mais profissionais com espírito olímpico

Nesta Olimpíada, ao assistir aos jogos, tente notar como os atletas se superam para ganhar a almejada medalha. E a superação não é só física, mas também mental. Pode-se dizer que os sonhos movem montanhas. “O meu segredo é primeiro sonhar. Depois, ter muita perseverança para buscar esse sonho. Não devemos desistir nunca”, conta o empresário Gustavo Borges, quatro vezes medalhista olímpico de natação e quatro vezes recordista mundial.

Para o head of costumer service do site global de empregos MONSTER.COM, Kleyton Silva, existem habilidades e talentos nos atletas que devem estar presentes nos profissionais de diversas carreiras.

“Habilidade para o trabalho em equipe, determinação, competitividade, motivação, vontade de vencer e encarar desafios e responsabilidade no cumprimento de metas”, cita ele. “Todas essas habilidades são bastante procuradas pelos recrutadores. Afinal, hoje em dia, não basta ter diploma de uma universidade de renome para ter uma carreira de sucesso”.

continue lendo

O nome que se carrega: qual o peso da faculdade na sua carreira?

Uma questão gera muitas dúvidas no mercado de trabalho: qual o peso da faculdade na busca por uma colocação?

De acordo com o diretor da Catho Online, Constantino Cavalheiro, é de extrema importância escolher uma boa instituição, o que abre portas no mundo corporativo. “A boa faculdade mostra que o candidato já foi aprovado duas vezes: quando fez o vestibular e quando concluiu o curso, porque o grau de exigência é maior”, afirmou.

A questão é: por que escolher uma faculdade renomada é tão importante? O diretor explica que, num primeiro momento, quando a pessoa não tem nenhuma experiência, a formação tem mais peso. “Mesmo ao longo do tempo, ela continua sendo importante, mas, no início da carreira ela é mais, porque o selecionador não conta com tantos critérios para avaliar o candidato”.

continue lendo

Como lidar com o clima pesado dentro da empresa

“É muito comum a gente escutar de profissionais e executivos: minha carreira empacou porque tive um mau chefe! Na nossa vida, como em nossa carreira, nos deparamos com inúmeros obstáculos e temos que aprender a enfrentá-los, a lidar com eles. Se, por um lado, não se pode fazer muito para mudar as situações que se apresentam, por outro, precisamos do emprego”, afirma o sócio-diretor da Search Consultoria em Recursos Humanos, Marcelo Braga.

Quantas pessoas não se dirigem ao trabalho todo santo dia desmotivadas, porque não gostam do chefe, que é autoritário demais, ou dos colegas, que são competitivos, ou do ambiente de trabalho como um todo? No entanto, conforme explicou Braga, se colocar na posição de vítima da história não adiantará em nada.

continue lendo