Blog Contábil

Arquivos do blog

Brasileiros estão se endividando mais no cartão de crédito

As dívidas com cartões de crédito atingiram 32% nos seis primeiros meses desse ano, segundo o ranking de inadimplência da Serasa. Só perderam para as dívidas contraídas e não-pagas com os bancos, que somam 43%.

Uma simulação feita pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) mostra que uma dívida com cartão de crédito chega quase a dobrar em cinco meses. O instituto calculou o quanto cada pessoa gastaria se apenas pagasse o valor mínimo do cartão durante cinco meses. Em uma dívida de R$ 100, o valor final será de R$ 187. Em uma dívida de R$ 500, o valor sobe para R$ 936. Quem deve R$ 1.000 terá que pagar no final R$ 1.872.

“É quase 100% acima daquilo que ela comprou e gastou efetivamente. Juros de cartão de crédito e de cheque especial são os piores que existem na economia”, acrescenta o gerente do Idec, Marcos Diegues.

Para a entidade, os valores poderiam ser menores se as administradoras de cartão não abusassem nas cobranças. “Se eu contrato uma operação de financiamento para quitar esse restante de valor que eu não tenho, não há que se falar em atraso. E cobram de você uma multa e os juros de mora, como se você tivesse descumprido uma obrigação”, diz Diegues.

continue lendo

Pequenas empresas terão indicador semestral de confiança

Mário Tonocchi

A pesquisa “Perspectivas do Empresariado Paulista”, apresentada na última quarta-feira no primeiro Seminário Semestral ACSP, vai se tornar um indicador da confiança, planos e estratégias dos pequenos e médios empresários de São Paulo e passará a ser divulgada a cada seis meses. De acordo com a superintendente de Marketing da Associação Comercial de São Paulo, Sandra Turchi, as futuras pesquisas com retratos atualizados das preocupações e esperanças dos empresários serão apresentadas dentro dos próximos seminários.

“O segundo encontro já está marcado para março do próximo ano. Além desses seminários econômicos, realizados a cada seis meses, também devemos oferecer outros encontros ao longo do ano como, por exemplo, o varejo de baixa renda, tema bastante importante hoje para os negócios”, disse a superintendente da ACSP.

A pesquisa realizada por meio de uma parceria entre a ACSP e a empresa inSearch! Tendências e Estudos de Mercado mostrou uma contradição: 69% dos representantes das 350 empresas entrevistadas afirmaram ter pouca ou nenhuma confiança no cenário político-econômico. Por outro lado, 83% acreditavam que o mercado será favorável ou ficará no mesmo patamar para a realização dos negócios no segundo semestre.

continue lendo

Estresse versus sucesso: por que hoje se fala tanto em equilíbrio?

O psicólogo e consultor organizacional Rogério Martins, da Persona Consultoria e Eventos, explica que percebeu, por meio de sua experiência e vivência, que o estresse mais atrapalha o ritmo de produção dos profissionais do que incentiva, ao contrário do que acreditavam os pesquisadores, há alguns anos.

“Houve a difusão da idéia de que o estresse auxiliaria no funcionamento cerebral e na dinamização da motivação interna, mas isso ocorre somente em situações dadas como favoráveis ou de risco, que diferem muito do cotidiano corporativo. Podemos também acrescentar que hoje a inovação e a criatividade são mais relevantes do que a velocidade em desenvolver tarefas”, explica ele.

Por essas e outros, o psicólogo enfatiza: “é preciso ter equilíbrio”. A questão é: como manter o equilíbrio emocional em momentos de grande tensão, cobrança e altas expectativas por parte da liderança ou da empresa?

continue lendo

Pesquisa revela fatores que determinam uma empresa ideal para se trabalhar

Pesquisa realizada pela Quorum Brasil, para compreender qual é o emprego desejado pelo público de baixa renda, revelou que a carteira assinada é o principal fator que determina uma empresa ideal para se trabalhar, na opinião dos brasileiros com ganhos até R$ 1,2 mil. A resposta foi a mais indicada independentemente da idade.

De acordo com os dados, divulgados na quinta-feira (31), 83% dos entrevistados citaram “registro em carteira”, sendo que esta proporção foi maior entre aqueles com ganhos até R$ 450 (86%) e menor quando analisamos as pessoas com renda individual de R$ 901 a R$ 1,2 mil (78%).

O levantamento foi realizado com 600 pessoas, entre 25 e 55 anos de idade, na cidade de São Paulo.

continue lendo

CPF deverá ser emitido junto com certidão de nascimento, confirma Receita

A Receita Federal confirmou nesta quarta-feira (30) que deve ser assinado um convênio, em agosto deste ano, com a Associação dos Notários e Registradores do Brasil (Anoreg), que representa os cartórios, para que as crianças nascidas tenham o Cadastro de Pessoa Física (CPF) emitido no cartório juntamente com a certidão de nascimento.

“Já tivemos algumas reuniões [com a Receita Federal] e estamos prestes a assinar o convênio em agosto”, confirmou o presidente da Anoreg, Rogério Bacellar, ao G1. Em um primeiro momento, haverá um projeto-piloto em algumas regiões. Não se sabe em quanto tempo, de agosto em diante, a medida passará a ser obrigatória em todo o Brasil.

Segundo o presidente da Anoreg, o maior interessado no assunto é mesmo da Receita Federal, que passaria a ter um controle mais próximos dos contribuintes desde o seu nascimento. “Têm pais que, quando os filhos nascem, já abrem caderneta de poupança ou compram um imóvel e colocam em seu nome”, explicou Bacellar.

Emissão gratuita

Ainda não está definido, mas segundo revelou Bacellar, a idéia é que, assim como a certidão de nascimento, a emissão de uma via do CPF também seja gratuita nos cartórios. “Não definimos ainda, mas o CPF deve ser de graça mesmo”, disse ele.

Nos Correios, que são responsáveis por 60% das solicitações de Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) junto à Receita Federal, é possível pedir emissão, segunda via, alteração de dados cadastrais e regularização do CPF. Qualquer um dos serviços custa R$ 5,50.

No caso de inscrição, a entrega do documento é feita na residência do cliente 15 dias úteis após o pedido. O número da inscrição pode ser informado pela agência dois dias úteis após o atendimento, desde que o pedido não tenha sido feito em uma agência franqueada.

O que é o CPF?

O CPF é o documento que identifica o contribuinte pessoa física perante a Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB). O CPF armazena as informações cadastrais da pessoa fornecidas pelo próprio contribuinte e pelos outros sistemas de dados da Receita Federal. Segundo a lei, cada pessoa pode se inscrever no cadastro somente uma única vez e, portanto, só pode possuir um único número de inscrição.

Segundo dados da Receita Federal, 66,3 milhões de pessoas renovaram o CPF em 2007 por meio da chamada declaração de isento, que também deve acabar neste ano. Além disso, outras 24 milhões de pessoas declararam IR neste ano, o que também funciona como uma confirmação do CPF. Deste modo, há pelo menos 90 milhões de CPF’s ativos no Brasil.

Fonte: G1