Blog Contábil

Arquivos do blog

A tecnologia da informação e os serviços contábeis

Resumo

Nos últimos tempos estamos presenciando um crescente ritmo de surgimentos de novos aparelhos tecnológicos; a cada ano um aparelho novo surge no mercado, ou melhores para uso na produção industrial, nos serviços prestados ou nas vendas comerciais.

Temos hoje nos escritórios máquinas de excelente qualidade e que nos auxiliam nos trabalhos; mas o profissional da contabilidade deve procurar investir nos equipamentos que o ajudam nos trabalhos, pois é uma necessidade apresentar serviços cada vez mais rápidos e de boa qualidade. A comunicação e a informática que tem se aperfeiçoado muito estão trazendo muitos benefícios para todos os profissionais de qualquer categoria.

O que precisamos é conhecer mais sobre os equipamentos, pois nós contadores conhecemos pouco ou quase nada sobre os novos equipamentos de uso que pode favorecer o trabalho profissional.

continue lendo

Acostumados a digitar, alunos têm aula de caligrafia

O hábito de escrever usando o computador acabou fazendo com que muitos estudantes perdessem a habilidade de escrever à mão, concluíram algumas escolas na Austrália. Agora, os jovens terão que passar por aulas de caligrafia.

O problema foi detectado quando uma grande quantidade de alunos foi reprovada nos exames para o equivalente ao ensino médio no Brasil, simplesmente por causa da escrita.

Nos exames, a não ser que comprovem algum fator limitante, os estudantes passam de 15 a 20 horas em um dia respondendo provas que são aceitas apenas preenchidas à mão.

Segundo o jornal The Sydney Morning Herald, esses estudantes apresentam grandes habilidades de digitação e facilmente superam os mais velhos na velocidade com que escrevem mensagens de texto no celular.

A troca da caneta pelo teclado vem dimiuindo a habilidade destes jovens em lidar rapidamente com o papel e conseqüentemente afetando seu desempenho acadêmico.

Essa situação vem levando escolas australianas a incluir aulas de caligrafia no currículo dos 11º e 12º anos do ciclo escolar básico (o equivalente ao ensino fundamental no Brasil, que tem apenas 9 anos).

Professores afirmam que tiveram que monitorar alunos para que tornassem suas caligrafias no mínimo legíveis para os examinadores, diz o The Inquirer.

John Vallance, da escola Sydney Grammar, reforça que a caligrafia é uma parte importante da personalidade do estudante, e essa geração não deve perdê-la. Vallance lembra ainda que a escola somente aceitará os exames preenchidos à mão.

Contudo, o NSW Board of Studies, órgão supervisor do currículo escolar das instituições australianas, diz estar analisando a incorporação de computadores às aulas, bem como aos exames. Por enquanto os alunos utilizam teclados apenas no teste de habilidades com o computador, no 10º ano escolar.

Fonte: Terra

Novo serviço de buscas quer superar o Google

O Cuil (pronunciado como a palavra inglesa cool) está oferecendo um novo serviço de buscas, em www.cuil.com. Desenvolvido por uma empresa iniciante criada por antigos engenheiros do Google, o objetivo do Cuil é superar em tamanho o líder do setor.

A empresa, que enfrentará uma difícil batalha para mudar os hábitos de navegação dos internautas, afirma ser capaz de indexar mais rápido e mais barato uma porção da web bem maior que a do Google, o serviço de buscas que hoje oferece o maior índice online.

O novo rival do Google afirma que seu serviço vai além das técnicas de busca dominantes, que se concentram em links e padrões de tráfego de audiência, e em lugar disso analisa o contexto de cada página e os conceitos por trás de cada pedido de busca dos usuários.

“Nossos significativos avanços em tecnologia de busca permitiram que indexássemos parte muito maior da Internet, colocando quase toda a Web ao alcance de todos os usuários”, afirmou Tom Costello, co-fundador e presidente-executivo da Cuil, em comunicado.

Danny Sullivan, analista de buscas na web e editor-chefe do site Search Engine Land, disse que o Cuil pode tentar explorar queixas que os consumidores têm sobre o Google – a saber, o fato de que o serviço tenta fazer coisas demais, seus resultados favorecem os sites já populares e ele favorece demais certos sites de referência, como a Wikipedia.

“O momento pode ser propício ao surgimento de um desafiante”, disse Sullivan, acrescentando rapidamente que “concorrer com o Google continua a ser uma tarefa desafiadora, como a Microsoft dirá”.

A Microsoft, terceira maior empresa norte-americana no mercado de buscas na web, vem procurando – em vão até o momento -, unir forças com o segundo colocado do setor, o Yahoo, a fim de competir com o Google.

O Cuil foi fundado por um grupo de pioneiros das buscas, entre os quais Costello, que criou um protótipo da Web Fountain, a ferramenta de análise de buscas da IBM, e sua mulher Anna Patterson, arquiteta do imenso índice TeraGoogle de páginas da web, operado pelo Google.

Patterson também criou o sistema de buscas para uma empresa mundial de armazenagem de informações empresariais, a Recall, subsidiária do grupo australiano Brambles.